28 de agosto de 2009

Por que ortodoxo e moderno?

O Fratton Park, estádio do Portsmouth Football Club, foi construído em 1898

A história do Portsmouth Football Club começou em 1898. No mesmo ano, foi concluída a construção do estádio do clube, o Fratton Park. Preservando algumas características relativas ao século XIX, o palco é uma das memórias do antigo, tradicional e apaixonante futebol inglês. O mesmo Portsmouth foi comprado em maio deste ano pelo empresário Sulaiman Al Fahim, dos Emirados Árabes.

Nove dos vinte clubes da principal divisão inglesa são administrados por estrangeiros. Assim, o Portsmouth é só um dos exemplos de como a English Premier League é um campeonato que reúne ortodoxia (respeito a princípios e tradições) e modernidade (abertura do torneio aos fluxos da globalização).

Um pouco de história
A Premier League foi criada em 1992. O novo campeonato substituiu a Football League, que existia desde 1888. A iniciativa foi dos próprios clubes ingleses, que buscavam maior autonomia, especialmente para lucrar mais com os direitos de transmissão dos jogos.

O Liverpool e o Manchester United, cada um detentor de 18 títulos no campeonato nacional, são os clubes mais vencedores do futebol inglês. Na Premier League, ou seja, a partir de 1992, o Liverpool não tem nenhuma conquista. O Manchester United, com 11 troféus, é o maior campeão.

Desde 1992, 43 times disputaram a Premier League. Entretanto, apenas quatro chegaram ao título. Blackburn Rovers, Arsenal e Chelsea, além do Manchester United, já levantaram a taça do melhor campeonato nacional do mundo.

O que você vai ver por aqui

Este blog é uma iniciativa de André Vince e Daniel Leite, estudantes do sexto período de Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de Viçosa. Mais do que um trabalho para a disciplina "Preparação e Revisão de Originais (Multimídia)", será uma fonte de enriquecimento pessoal. Para nós e para vocês, caros leitores.

Às segundas-feiras, serão publicadas considerações relativas à rodada do fim de semana anterior. Às quartas-feiras, você lê sobre uma curiosidade histórica (recente ou não) que envolve o futebol inglês. Às sextas-feiras, um personagem (jogador, treinador, ou até mesmo torcedor) ganha espaço no blog. Ao fã da Premier League, deixamos claro que será fundamental a sua participação, com comentários, sugestões e depoimentos.

Seja bem-vindo(a) à Premier League, uma paixão em português.


Foto: JonHall/Flickr

6 comentários:

Paulo Pereira disse...

Parece a resposta a uma prece a criação do blogue. Passo a explicar. Adoro futebol, seguidor fervoroso do FC Porto. Mas, por estranho que possa parecer, a minha adoração não vai para o campeonato luso, mas inteirinha para o trepidante futebol inglês. Sigo, de forma religiosa, as jornadas, em toda a sua envolvência. Por isso, venham de lá esses saborosos textos. Conhecedor já dos artigos do Daniel, de outro blogue, é com alguma ansiedade que aguardo pelo vosso olhar crítico ao futebol da Velha Albion.

Abraço,

Daniel Leite disse...

Seja bem-vindo, caro Paulo.

Agradecemos pelo voto de confiança e esperamos fazer trabalho equivalente ao valor das expectativas. Aqui, teremos análises imediatas, históricas, gerais, específicas... Enfim, queremos atender a todas as demandas.

Um grande abraço.

Diário dos Esportes Golaço disse...

Fala Daniel,
Parece ser muito maneiro este novo espaço, desta vez sobre futebol inglês, coisa rara no mundo dos blogs. Eu tento falar um pouco sobre o futebol mundial no meu blog, mas é sempre dificil, e é sempre bom ter algo mais específico.
Parabéns.
Sucesso.
Bota meu link aí que eu vou botar o de vcs la no Diario Esportivo Golaço.

Abraços.

Daniel Leite disse...

Valeu a força, meu caro.

Há campo para tudo na blogosfera. Este blog tem, evidentemente, uma tendência à especialização. Mas espaços como o seu provam que objetos de estudo mais amplos também podem funcionar bem.

Um grande abraço.

Danilo veroneze disse...

http://daniloveroneze.blogspot.com/

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado